about-twoNacib Duarte Bechir nasceu em Cristais/MG em 11 de agosto de 1957. Filho de Nacib Bechir, ex- funcionário da Minas Caixa, falecido em 05 de agosto de 1986 e Dona Luzia Guedes Bechir, professora aposentada da Rede Pública Estadual. O casal teve outros três filhos: Flávio Antônio Bechir, Consuelo Guedes Bechir e Carlos Kleber Bechir.

Duarte iniciou seus estudos na Escola Estadual Emílio de Vasconcelos Costa, em Sete Lagoas, no ano de 1965, tendo concluído curso primário na Escola Municipal Cônego Ulisses, em Campo Belo, para onde foi transferido em junho de 1966. No ano de 1970, iniciou o curso ginasial no Colégio Dom Cabral, onde permaneceu até junho de 1972, data em que transferiu seus estudos para o Colégio Guimarães Rosa, no bairro Salgado Filho, em Belo Horizonte, tendo concluído o primeiro grau em 1974. No ano de 1975, matriculou-se na Escola Técnica de Comércio Inconfidência, tendo concluído o curso técnico em contabilidade em dezembro de 1978.

A partir de 1976, iniciou sua carreira profissional nos quadros do IBGE, onde permanece até hoje, estando licenciado para cumprimento do mandato eletivo. Em 1982, mudou-se para Campo Belo, transferido para a agência local do IBGE. No final do mesmo ano, casou-se com Dorilene Sidnei Bechir, com quem tem duas filhas: Fernanda e Fabiana. Iniciou sua vida pública em 1992, quando aceitou o convite do ex-prefeito João Gibram, candidatando-se para vereador, tendo sido eleito pelo PMDB com 278 votos.

Já no ano de 1994, na qualidade de Presidente da Câmara Municipal, vislumbrou a possibilidade de representar o município e a região na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, como candidato a deputado estadual, tendo obtido 19.968 votos, numa demonstração clara de que o futuro estava escrito. Em 1990, conclui o curso superior de Direito, bacharelando-se pela Faculdade de Direito de Varginha.

Disputou a eleição municipal de 1996, obtendo expressiva votação, quando confirmou-se na mais nova liderança municipal e regional. Duarte participou efetivamente do esporte em Campo Belo, atuando como jogador das equipes do Sparta, Flamengo e São Luiz. Foi vice-presidente da Liga Campobelense de Esportes e Diretor Esportivo do Sparta e Flamengo Futebol Clube.

Em 2000, tornou-se prefeito de Campo Belo, vencendo uma das eleições mais acirradas até hoje registrada, formando chapa com Joaquim Almeida Barbosa, pelo antigo PFL. Governou Campo Belo de 2001 a 2004, tendo destacado-se na saúde e educação.

Duarte construiu o Centro de Saúde da Mulher e da Criança, o Centro Odontológico Municipal, o CTI da Santa Casa, reformou e ampliou o ProntoAnálise de proposições na Reunião Ordinária da tarde Socorro Municipal, que estava prestes a ser fechado quando assumiu a administração municipal. Criou vários PSF’s e ainda implantou o Centro de Apoio Psico-Social (CAPS).

Atuou de forma decisiva no DEMAE, dotando o órgão de sede própria e duplicando a quantidade de água armazenada. Foram tempos difíceis que serviram para amadurecer e fortalecer um homem público consagrado nos braços do povo, especialmente da população mais carente.

Em 2006, Duarte disputou novamente uma vaga na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, obtendo 21.300 votos, ocupando a primeira suplência no PMN. Por decisão do Tribunal Regional Eleitoral, assumiu e cargo de deputado estadual, em 16 de junho de 2009 e reelegeu-se, com 49.619 votos, em 2010. Atuou, na oportunidade, de forma expressiva, na vice-liderança do Governo de Minas e enquanto presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia e vice-presidente da Comissão de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável da Assembleia Legislativa.

Atualmente, após conquistar 75.666 votos no último pleito, Duarte atua em seu terceiro mandato na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, exercendo, destacadamente, a presidência da Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência e da Frente Parlamentar em Defesa das Entidades de Atendimento ao Idoso.